Comece a ganhar
dinheiro com o seu blog

Adquira agora mesmo sua independência financeira
e trabalhe de onde quiser!

Eu quero!
Loading

Qual curso fazer no exterior?

Por Bárbara Nassar, em

Qual curso fazer no exterior?

   Meeus amores, vou começar a falar um pouco mais de intercâmbio aqui no blog. Já fiz alguns posts sobre o assunto e sei que ir para o exterior é algo que muitas pessoas se interessam, principalmente quando o assunto é estudar. Existem várias maneiras, algumas com o qual o capital necessário para investimento é maior. Uma boa agência de intercâmbio te orientará quanto à escolha a curso que melhor irá atenda às suas expectativas. E o primeiro passo é você saber que objetivo você quer alcançar.

1. Curso de idioma

   Não se tem dúvida de que a forma mais eficaz de adquirir fluência em outro idioma é estudar no país onde ele é falado. Nada melhor do que pratica o idioma em situações do dia a dia, e é por isso que esse é o tipo de intercâmbio mais procurado. São vários os cursos de idiomas oferecidos, dentre eles: Inglês, Espanhol, Francês, Alemão Italiano e entre outros, espalhados no mundo todo.

   Além disso você pode focar o curso em algo que você tenha mais interesse. Está pensando em prestar algum exame de inglês? Que tal fazer um curso preparatório? Ou até mesmo fazer um curso voltado a sua profissão, como por exemplo, engenheiro, medicina e assim vai. Para os pais que gostariam de ir junto com o seu filho, uma boa notícia, agora existe essa opção também, algumas empresas possuem programas para famílias.
   

2. Curso técnico

   Uma ótima opção para quem já tem um bom conhecimento na língua estrangeira. Ele é indicado para quem quer se aperfeiçoar numa área, com a possibilidade de ganhar experiência profissional, pois muitos países possibilitam uma visto para trabalho durante um determinado período. Eles duram cerca de 2 anos, podendo variar para mais ou menos. São diversos os tipos, e é possível escolher entre business, moda, inovação, tecnologia, entre outras.
   

3. High School

   O high school é um programa de estudo que permite o aluno cursar uma parte ou todo o ensino médio no exterior. É uma ótima oportunidade para aprender uma cultura nova, através do convívio escolar e familiar. Além disso o aluno entra em contato com uma grade escolar diferente que a do Brasil, abrindo novas possibilidades e conhecimentos. Na bagagem o indivíduo também trata maturidade, independência e grandes amigos de outros países.

   É necessário ter pelo menos um conhecimento intermediário na língua escolhida. É fundamental ter capacidade de adaptação, pois estará indo morar em outro país com culturas diferentes e com uma família desconhecida. Mas sem dúvida é uma experiência ótima.
   

4. Graduação ou Pós Graduação

   É possível fazer faculdade ou pós em outro país, mas como entrar vai variar. Na maioria das vezes é feita com base no seu desempenho acadêmico, suas atividades extracurriculares, pedem carta de recomendação para professores e entrevista. Ter um bom conhecimento no idioma é obrigatório, já que todo o processo vai ser feito na língua estrangeira e as aulas também.

   Eles analisam muito o seu potencial, então os surpreenda. Eu tive péssimas notas no Ensino Médio e mudei radicalmente na faculdade, justamente pensando em uma pós, e felizmente tenho notas e ótimas recomendações para ir ao exterior, já cheguei até conversar com Institutos de Ensino que me aprovariam, mas ainda não decidi no que quero me especializar. É possível adquirir bolsas em alguns ensinos.
   

5. Trabalho

   São várias as opções de trabalho no exterior, basta você ir com a cabeça aberta. Dentre as opções existem: Disney Program, onde irá trabalhar em um dos parques ou hotéis da Walt Disney World Resorts por 3 meses; Au Pair, onde você irá cuidar de crianças de uma família americana durante um ano e aperfeiçoar seu inglês através de cursos; trabalho voluntário, nada melhor que contribuir para um mundo melhor, são diversos projetos em diferentes países; Estágio, é um pouco mais difícil, mas existem empresas que marcam entrevistas e auxiliam no processo seletivo.

   Outra maneira possível é fazer um curso de idioma ou técnico e trabalhar como garçom, limpeza, atendente. É algo comum entre os jovens que não tem condições de pagar ou querem ganhar uma graninha extra. Sem contar que conheço pessoas que conseguiram visto de trabalho olhando empregos no jornal, mas é algo muito difícil.

Não se esqueçam de procurar uma agência de intercâmbio confiável

gostou do conteúdo?

dê sua opinião ou deixe sua dúvida!

Ao enviar seu comentario, está concordando com a Política de Privacidade.

32 comentários

Veja mais comentários:
1 2

Faça sua busca!