Comece a ganhar
dinheiro com o seu blog

Adquira agora mesmo sua independência financeira
e trabalhe de onde quiser!

Eu quero!
Loading

9 países que oferecem visto para nômade digital

Por Gabriela Valle, em

Os chamados nômades digitais, profissionais que utilizam apenas seus computadores para trabalharem, têm se tornado cada vez mais conhecidos, principalmente em países que oferecem visto para nômade digital.

Pela facilidade em relação a cumprimento de horários e entregas, eles optam por viajar mais, sem que seus ganhos ou compromissos sejam reduzidos por isso.

Atualmente, principalmente durante o período da pandemia, esses profissionais têm atraído a atenção de viajantes que desejam seguir os mesmos passos.

Se você tem interesse em se tornar um nômade digital e trabalhar de qualquer lugar do mundo, continue com a leitura para descobrir quais são os países que estão oferecendo visto de trabalho remoto!

O que é um visto para nômade digital?

Até pouquíssimo tempo atrás, pessoas que trabalhavam de forma digital não conseguiam encontrar uma maneira de legalizar sua situação e seu trabalho em seus vistos.

Infelizmente, elas ficavam em uma situação delicada, onde não se encaixavam no visto de trabalho comum, nem no de estudante e muito menos no visto de turista.

Com a pandemia muita coisa mudou, principalmente os modelos de trabalho, que passaram a ser feitos de maneira remota.

Assim, alguns países passaram a se atentar a essas pessoas, que além de tudo, desejam poder morar fora de maneira legal, sem perder suas fontes de renda.

Como trabalhar remotamente?

Existe um mundo de possibilidades que permite que você trabalhe de maneira remota.

Atualmente, muitas empresas estão realizando a maior parte das ações online, desde a contratação até toda a entrega, gestão, etc.

Porém, se você deseja trabalhar por conta própria, com horários flexíveis e ganhos diretos, que não dependem de metas ou terceiros, indicamos o que mais amamos: Blog.

O Bloga Aí é um exemplo de negócio digital que deu certo, além de ser nossa maior fonte de renda.

Com ele, nós conversamos com você, falamos sobre assuntos que nos interessam e ganhamos dinheiro para isso através de publicações, materiais próprios, e principalmente, programas de afiliados.

Quer descobrir formas de ganhar pela internet? Existem diversas formas de ganhar dinheiro sem sair de casa, reunimos em um artigo 6 formas de se tornar uma nômade digital.

Países que oferecem visto para nômade digital

A partir de agora, vamos citar os países que já estão oferecendo visto de trabalho remoto, e como funciona o processo para cada um deles.

1. Antígua e Barbuda

nomade digital

Antígua e Barbuda, ilha conhecida como um dos destinos mais procurados entre os amantes do mar azul do Caribe, lançou no ano de 2020 um programa voltado para os nômades digitais.

O The Nomad Digital Resident Visa dá ao viajante a permissão para morar e trabalhar no país por até 2 anos.

É necessário o pagamento de uma taxa de inscrição no valor de US$ 1.500 para um viajante, US$ 2.000 para um casal e US$ 3.000 para famílias que tenham três ou mais integrantes.

Os pré-requisitos para o visto de trabalho remoto em Antígua e Barbuda, são:

  • O viajante precisa ser autônomo ou empregado e deve pagar o imposto de renda no seu país de origem ou local de residência
  • O viajante precisa ter rendimento anual de US$ 50 mil, no mínimo
  • É preciso comprovar que o empregador reside fora do Caribe
  • É obrigatório apresentar comprovante de cobertura de seguro-saúde enquanto permanecer no país

2. Barbados

nomade digital

Com o programa Welcome Stamp, o governo de Barbados visa melhorar a situação de turistas que desejam morar no país e trabalhar remotamente, movimentando a economia local.

Essa é outra excelente opção para os viajantes apaixonados pelo clima quente, águas claras e muita praia.

A taxa de inscrição do visto é de US$ 2.000 por viajante ou US$ 3.000 por família, não importando o número de membros.

Os pré-requisitos para o visto de trabalho remoto em Barbados, são:

  • Ser autônomo ou estar empregado, pagando imposto de renda em país de origem ou local de residência
  • Obter rendimentos de US$ 50 mil anuais, no mínimo
  • Apresentar comprovante de seguro-saúde com cobertura ativa pelo período de estadia no país

3. Bermudas

nomade digital

O Covid-19 foi um dos fatores negativos de maior impacto nas Bermudas.

E, para conseguir se reerguer, movimentando a economia do país, criaram o One Year Residency Certificate, programa dedicado aos nômades digitais que desejam morar no ensolarado e maravilhoso Caribe por um ano.

O valor da taxa de inscrição é de US$ 263 por pessoa.

Os pré-requisitos para o visto de trabalho remoto nas Bermudas, são:

  • O viajante precisa aprender comprovação de emprego ou demonstrar que obtém renda suficiente para se manter na Ilha durante o período de moradia
  • Apresentação de seguro-saúde com comprovação de cobertura durante a estadia
  • Apresentação de comprovação legal de que o viajante não tem nenhum tipo de condenação prévia na justiça

4. Costa Rica

Para os nômades digitais que amam aventuras e muita natureza, a Costa Rica é a escolha perfeita para aproveitar, se acomodar e trabalhar.

O Rentista, programa lançado pelo governo no ano de 2020, oferece um visto de trabalho remoto para profissionais freelancers com taxa de US$ 250 por pessoa.

É possível permanecer no país por até 2 anos.

Os pré-requisitos para o visto de trabalho remoto na Costa Rica, são:

  • Possuir renda mensal de, no mínimo, US$ 2.500 ou depósito em algum banco da Costa Rica no valor de US$ 60 mil
  • Não possuir vínculo empregatício com nenhuma empresa do país

5. Emirados Árabes

nomade digital

A capital dos Emirados Árabes, Dubai, lançou o Remote Work Nomad Visa, programa que permite que viajantes morem na cidade e trabalhem para empresas com sede no exterior.

Conhecida pelo seu poder aquisitivo e atrações luxuosas, a cidade transmite riqueza, beleza e muito potencial para quem quer respirar novos ares.

O valor da taxa de inscrição é de US$ 287 por pessoa.

Os pré-requisitos para o visto para nômade digital nos Emirados Árabes, são:

  • Apresentação de comprovação de renda de, no mínimo, US$ 5.000 mensais juntamente com recibo do último mês e mais três meses de extratos bancários
  • Apresentação de comprovante de trabalho
  • Seguro-saúde pago e atualizado no período da estadia e que também possa ser utilizado em todo o país, não somente em Dubai

6. Estônia

nomade digital

O Digital Nomad Visa foi o primeiro programa no mundo criado para nômades digitais.

Com praias rochosas, muitas florestas, lagos, fortalezas e castelos, a Estônia tem todos os atributos para impressionar.

Além disso, sua capital Talinn, também foi eleita a melhor cidade do mundo para os nômades digitais no ano de 2020. Legal, né?

Com o modelo “tipo B” para permanência curta, é possível permanecer no país por até 6 meses pagando uma taxa de € 80 por pessoa.

Enquanto o modelo “tipo C” de permanência longa, permite a permanência do viajante por até 1 ano com taxa no valor de € 100 por pessoa.

Os pré-requisitos para o visto de trabalho remoto na Estônia, são:

  • Trabalhar para uma empresa que tenha sede fora da Estônia ou possuir uma empresa remota
  • Apresentar rendimentos mensais de, pelo menos, € 3.504 nos 6 últimos meses

7. Geórgia

nomade digital

Também abalada pelos efeitos do Coronavírus, a antiga república da União Soviética, decidiu criar um visto direcionado apenas para os trabalhadores remotos.

Muito conhecida por sua antiga região produtora de vinho de Cachétia, arquitetura variada e ruas que mais parecem labirintos com infinitos paralelepípedos, a Geórgia pode surpreender o nômade digital.

Através do Remotely from Georgia, o país visa incentivar a economia local e adaptar novas formas de trabalho em um ambiente muito bonito, cheio de montanhas, cores e um baixo custo de vida.

Os pré-requisitos para o visto de trabalho remoto na Geórgia, são:

  • Rendimentos de, no mínimo, US$ 2.000 mensais
  • Trabalhar para uma empresa que tenha sede fora da Geórgia ou possuir uma empresa remota
  • Apresentar seguro-viagem com cobertura válida por até 6 meses

8. Ilhas Cayman

nomade digital

O Global Citizen Concierge, programa lançado para facilitar a vida dos nômades digitais tem duração de até 2 anos e possui taxa de inscrição de US$ 1.469 por pessoa.

Em caso de dependentes, mais US$ 500 por pessoa.

Conhecida como o paraíso fiscal de muitos milionários, as Ilhas Cayman são o destino ideal para quem curte natureza, mergulhos, praias, sol e muita diversidade de flora e fauna.

Os pré-requisitos para o visto de trabalho remoto nas Ilhas Cayman, são:

  • Comprovar que trabalha para uma empresa de fora do território das Ilhas
  • Obter e comprovar renda de, no mínimo, US$ 100 mil anuais individualmente ou US$ 150 mil para casais
  • Famílias precisam comprovar renda mínima de US$ 180 mil por ano
  • Comprovar com referência bancária que tenha firma reconhecida e mais 6 meses de extratos bancários atuais
  • Seguro-saúde com cobertura pelo período de estadia

9. Islândia

nomade digital

Desde o final do ano de 2020, a Islândia lançou o programa Work in Iceland, abrindo suas fronteiras para viajantes que desejam trabalhar e residir no país por até 6 meses.

Ideal para os viajantes que querem aproveitar a natureza em sua essência através de vulcões, geleiras protegidas em parques nacionais, campos de lava, fontes termais e cultura viking.

A taxa para dar início ao processamento do visto custa US$ + taxa para o processamento do passaporte no valor de US$ 43.

Os pré-requisitos para o visto de trabalho remoto na Islândia, são:

  • Renda anual comprovada de, pelo menos, US$ 88 mil
  • Comprovar que não é contratado/contratada de nenhuma empresa islandesa
  • Seguro-saúde com cobertura para todo o tempo da estadia no país

Vistos alternativos com longa duração

Os vistos de trabalho remoto ainda são uma novidade, e por isso, poucos países aderiram.

Mas, enquanto ele ganha fama e força por aí, podemos apresentar outras opções de visto com longa duração para profissionais que desejam receber autorização de permanência, e mesmo assim, continuar trabalhando.

Alguns países que oferecem essa oportunidade, são:

1. Alemanha

O freiberufler, visto para freelancers é o ideal para os nômades digitais, podendo ser prorrogado por até 3 anos.

Caso seu trabalho envolva artes em geral, como escrita, música, pintura e etc, é possível aplicar para um visto de artista, que só pode ser utilizado em Berlim.

2. Espanha

O visto de trabalho autônomo não é específico para nômades digitais, mas pode facilitar a vida dos viajantes na Espanha.

Ele permite que você trabalhe e more no país por um período de até 1 ano.

3. México

Se o México está na sua lista de países para morar e trabalhar por 6 meses, não se preocupe com visto de trabalho remoto ou qualquer outro visto. Não há necessidade.

Porém, se a intenção for estender esse tempo, é possível pedir um visto de residente temporário por um ano, podendo aumentar mais 3 anos desse prazo.

4. Portugal

O visto D2, direcionado para empreendedores, oferece a opção de residência temporária para trabalhadores que exerçam suas funções de maneira independente no país.

Caso esteja ainda no Brasil, procure um Centro de Solicitação de Visto. Mas, caso já esteja em Portugal, procure o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Mas fique atento, é bem possível que Portugal seja um dos próximos países a lançar um visto específico para os nômades digitais com a criação do Digital Nomads Madeira.

Além de Portugal, também é importante manter a atenção em outros países com interesse nos nômades digitais, como Tailândia, Argentina, Grécia e Croácia.

Recapitulando

Hoje, conhecemos os países que já emitem visto de trabalho remoto e como é possível conseguir trabalhar legalmente pela Internet de qualquer lugar do mundo.

Entre os países citados, falamos sobre:

  1. Antígua e Barbuda
  2. Barbados
  3. Bermudas
  4. Costa Rica
  5. Emirados Árabes
  6. Estônia
  7. Geórgia
  8. Ilhas Cayman
  9. Islândia

Além da possibilidade de receber autorização para trabalhar em outros países, ainda que remotamente, como:

  1. Alemanha
  2. México
  3. Espanha
  4. Portugal

Ficamos aqui, na torcida por mais países que possam aderir ao visto para nômade digital

Dessa forma, mais pessoas vão poder descobrir as maravilhas de ganhar dinheiro online, de qualquer lugar do mundo!

gostou do conteúdo?

dê sua opinião ou deixe sua dúvida!

Faça sua busca!