Comece a ganhar
dinheiro com o seu blog

Adquira agora mesmo sua independência financeira
e trabalhe de onde quiser!

Eu quero!
Loading

Organizando uma viagem para Curaçao

Por Bárbara Nassar, em

   Para quem não conhece, a ilha é situada no mar do Caribe e faz parte das ilhas ABC, junto com Aruba e Bonaire. O melhor de tudo é que sol o ano todo e está fora das rotas de furacão.

Organizando uma viagem para Curaçao

   A língua oficial é o holandês, mas o papiamento é o idioma mais usado, um dialeto local que mistura vários idiomas diferentes, entre eles: inglês, espanhol e português. O pessoal local é super atencioso, e praticamente todo mundo fala inglês e espanhol, então não precisa ter medo de não conseguir se comunicar. Conheci vários brasileiros que não falavam um “a” em inglês, e se viravam com o portunhol.

   A ilha é a maior dentre as três das ilhas ABC e o transporte público é uma droga, fazendo com que o aluguel de carro seja essencial, a não ser que queira gastar muitos dólares com táxi até as praias. Nos alugamos pelo site da Hertz, mas confesso que gosto mais do serviço da Budget, pois eu acho as taxas mais baixas. Na hora de alugar é muito importante que seu carro tenha ar condicionado, a ilha é incrivelmente quente.

Organizando uma viagem para Curaçao

Organizando uma viagem para Curaçao

Organizando uma viagem para Curaçao

   A moeda oficial da ilha é o Florins (Antilhas Holandesas), mas praticamente todo lugar aceita dólar. Atenção, pois o Florim usado em Curaçao não é o mesmo usado em Aruba. Com a taxa de iof de 6,38%, eu não acho que vale a pena o uso de cartão de crédito no exterior, por isso eu levei tudo em espécie. Com o dólar a 4,02 reais, eu levei 700 dólares e posso dizer que isso foi mais do que suficiente, lembrando que já estava com hotel e carro pagos. É muito comum você pagar algo em dólar e receber o troco em Florim, e não precisa se preocupar, pois lá o dólar é fixo em 1,75 na conversão.

   A capital de Curaçao, Willemstad, está dividida em Otrobanda e Punda. Elas são cortadas por um mar e quem faz a ligação entre elas são duas pontes, uma para carro e a outra uma ponte flutuante para pedestres, capaz de se movimentar quando há necessidade de alguma embarcação passar pelo canal. Fiquei apaixonada pela capital, especialmente por Punda, é como conhecer um pedacinho da Holanda no Caribe. A sua arquitetura é um charme e as casas coloridas são lindas demais. Sem contar que tem ótimas lojas de eletrônico e é possível fazer ótimas compras desde que o dólar não esteja um absurdo como está agora.

   É necessário pagar para parar o carro no centro até as 18:00, exceto nos domingos e feriados. Você vai encontrar aquelas máquinas para fazer o pagamento em todo lugar e ele aceita moedas, cartão de créditos e cartões pré-pagos. Após o pagamento ele imprimi um papel, que é necessário deixar no painel do carro, como a zona azul.

   Ficamos hospedados no Curacao Marriott Beach Resort & Emerald Casino e fiquei totalmente satisfeita com o serviço. Uma dica antes de reservar é ver se o café da manhã está incluso, pois se não você terá que desembolsar cerca de 25 dólares por pessoa toda vez. Eu reservei pelo Booking, onde já tinha o café da manhã e estacionamento incluso. O hotel conta com quatro restaurantes, que na minha opinião são muito caros, um prato custa cerca de 30 dólares. Possuí wi-fi grátis no lobby e na piscina, e é possível alugar carros e fechar passeios. Além disso, na época que fui, eles estavam disponibilizando GoPro Hero 4 para os hóspedes, demais ne?! O hotel não é no centro, mas de carro demorávamos cerca de 10 minutos para chegar.

Organizando uma viagem para Curaçao

Organizando uma viagem para Curaçao

Organizando uma viagem para Curaçao

   As praias são maravilhosas, eu e meu namorado fomos conhecendo uma a uma com o carro. As minhas favoritas são ao Noroeste, dando destaque a Playa Kalki (Alice in Wonderland) e a Playa Kenepa Grandi. A maioria possuí alguma infraestrutura com cadeiras para relaxar, mas é preciso pagar cerca de 6 dólares por cada cadeira (esse preço varia de praia para praia). Além disso algumas das praias são privadas, então é preciso pagar para entrar, mas são relativamente baratas, cerca de 3 dólares.

   Minha dica para quem quer economizar é passar no Centrum Supermarket. É um supermercado muito grande na ilha, com os melhores preços. Compramos muita água e comida, tanto para levar nos passeios como para deixar no hotel. Eu também levei uma bolsa térmica aqui de São Paulo para manter a água gelada. Outra dica muito importante é levar snorkel, pois lá custam uns 40 dólares cada.

/edit

   Me perguntaram nos comentários quanto custou a viagem, e acho bacana dividir com vocês.

– Passagem: 1.300 reais para uma pessoa, todas as taxas inclusas.
– Hotel: 1.500 dólares para duas pessoas, todas as taxas inclusas.
– Carro:
   * Aluguel: 550 dólares os 7 dias, todas as taxas inclusas (não pegamos o carro mais barato e isso foi uma bobagem).
   * Gasolina: 50 dólares.

– Alimentação: economizamos demais em Alimentação, não fomos em nenhum restaurante.
   * Supermercado: 100 dólares, para duas pessoas.
   * Fast Food: 40 dólares, para duas pessoas.

– Passeios:
   * Klein Curaçao: 216 dólares por pessoa.
   * Outras praias: 30 dólares, contando cadeiras, praias privadas.

   Resumindo, em dólares pagamos cerca de 1.250 cada, mais 1.300 reais da passagem. O valor total em real vai depender da conversão. Infelizmente o dólar agora está caro, mas se estivesse baixo o total da viagem não ia ser alto comparado com outras viagens.

gostou do conteúdo?

dê sua opinião ou deixe sua dúvida!

Ao enviar seu comentario, está concordando com a Política de Privacidade.

75 comentários

Veja mais comentários:
1 2 3 4

Faça sua busca!